Arquivo para categoria twitter; orkut

A responsabilidade das redes sociais nos conflitos da Inglaterra

O Meio&Mensagem publicou uma nota sobre o papel das redes sociais na turbulência que agitou a Inglaterra a partir do final de semana passada, bem como na chamada “Primavera Árabe”.

Fui ouvido junto com outros profissionais importantes.

Reproduzo aqui minha declaração na íntegra, pois minha parte foi editada na versão final que foi ao ar:

Dizer que as redes sociais são responsáveis pela primavera árabe é uma ingenuidade. Para ficar em apenas 2 exemplos, a Revolução Francesa ocorreu bem antes da existência da internet, assim como outra primavera, a de Praga.

Claro que as redes tem um papel importante principalmente na disseminação da informação para o exterior, daí a intenção de regimes totalitários em bloquear o acesso durante os períodos de turbulência. Mas as pessoas vão se reunir de uma forma ou de outra, a História mostra isso. 

É importante relativizar o papel das redes. É muito simples uma pessoa colocar uma hashtag no pertil do Twitter ou uma frase em seu Facebook apoiando uma causa. Daí a essa pessoa sair às ruas há uma distância muito grande. Veja o caso do Brasil, por exemplo: as pessoas não cansam de se indignar contra corrupção nas redes sociais, mas isso não foi o suficiente para mobilizar as massas a ir às ruas em um protesto veemente, como no tempo dos caras pintadas durante o governo Collor.

Quanto a censura levantada pelo primeiro ministro britânico é sem dúvida uma afronta à história de um país onde, até poucos anos, os policiais se orgulhavam de não andar armados e não à tôa já houve uma onda contrária a isso, dizendo que Cameron exagerou em sua declaração.

É de se parar e pensar: se os protestos não cessarem, será que a ONU vai declarar a Inglaterra um estado de exceção e exigir a troca de Governo, como fez na Líbia e Egito?

Anúncios

, , ,

Deixe um comentário

Bad Facebook, no donut for you!

O Facebook já é a maior rede social do mundo. Mas não é apenas no Brasil que ele encontra rivais de peso, confira no gráfico abaixo publicado pelo Business Insider, com dados da comScore.

Interessante notar que na Índia, onde o Orkut era soberano, o jogo já quase virou, a ponto do Facebook abrir um escritório local no país. Já na Rússia, a coisa está bem polarizada em torno do concorrente local.

Mas, ser o maior site do mundo não o isenta de problemas: no momento que escrevo este post o Facebook está fora do ar para boa parte dos usuários. Como bem ressaltou @dannysullivan, ironicamente eles tem que usar o Twitter para comunicar seus problemas.

E claro, já criaram um logo do Facebook “baleiando”.

Para quem não se lembra, o título deste post foi inspirado pela mensagem de erro do Orkut.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: