Arquivo para categoria search engine marketing

Eu te disse, eu te disse!

O IAB Brasil ontem finalmente resolveu sair do muro e peitar o mercado de publicidade ao divulgar uma nova estimativa de investimentos em publicidade online que inclui Busca. A apresentação feita no evento está disponível no site do IAB Brasil.

Demorô!

Venho batendo nesta tecla desde 2008: com Busca o mercado dobra de tamanho. E, em 2009, fiz um novo post que gerou bons comentários. Na mesma época a revista ProXXIma trouxe uma matéria sobre o assunto.

Inclusive um deles, de autoria de Rodrigo Almeida ( a quem não conheço), dizia ” Taí um modo sem inteligência de se trabalhar com os números do mercado e utilizá-los do modo que melhor convém.Aproveita-se de uma defasagem de dados claros do mercado online.” .

Pois é…

Não foi divulgada uma fonte oficial para a estimativa, que vem de consultas a executivos e empresas de destaque do mercado. Mas tendo o Presidente do Google à frente do IAB, a estimativa não tem como estar errada.

Outro ponto a se destacar é que o dinheiro de Busca é “não contabilizado”, já que os mecanismos de busca não declaram estes valores no projeto Intermeios, especialmente o Google. Isso apenas aumenta o bolo publicitário brasileiro.

Ao Rodrigo, aos demais que comentaram o post e ao mercado, só posso dizer: eu te disse, eu te disse!

, , , ,

2 Comentários

Google, a maior empresa de publicidade online do mundo.

O inevitável aconteceu: em maio de 2011, segundo um relatório do IDC, o Google ultrapassou o Yahoo em faturamento de publicidade e tornou-se a maior empresa de publicidade online dos EUA. Por consequência do mundo.

A diferença ainda é “pequena”, 396 milhões de dólares contra 330 milhões. Mas acredito que o quadro é irreversível.

O Google vem investindo agressivamente para estabelecer-se como um protagonista no mercado de mídia display ( banners e afins), enquanto que, por exemplo, o Yahoo não parece muito animado a adotar o Real Time Bidding como recurso disponível em sua adexchange, a Right Media.

Na verdade o Yahoo precisa ficar alerta e olhar no espelho retrovisor com frequência, pois o terceiro colocado – o Facebook com 238 milhões – vem pisando fundo, dando sinal de luz e está com a seta para a esquerda, doido para ultrapassar.

Como o Google chegou a esta posição dominante? Basicamente graças a 3 produtos: AdWords, YouTube e DoubleClick Ad Exchange. Busca, vídeo e publicidade visual. Simples. E nem precisou de uma rede social, hem! Ok, o YouTube de certa forma é considerado uma rede social, assim como é o segundo maior site de busca do mundo, mas o que conta ali é o conteúdo, ou seja, os vídeos.

No lado da monetização dos resultados de busca, o Google nem foi o primeiro a entrar no jogo. Na verdade foi dos últimos, mas aperfeiçoou o modelo de leilão e simplificou o gerenciamento e compra via Adwords. Vale lembrar que até 2002 os algoritmos do Google eram responsáveis pelos resultados de busca do…Yahoo! Que aliás comprou a empresa que criou o conceito de links patrocinados, a GoTo, depois renomeada Overture.

Já a DoubleClick foi a maior aquisição da história do gigante de Mountain View e já vem rendendo frutos: lançada em setembro de 2009, já consolidou-se como a principal adexchange do mercado.

Por que eu digo que a tendência é irreversível? Porque, como coloquei, o Google segue investindo, comprando novas empresas e aumentando seus tentáculos no ecossistema de mídia online.

Se na busca o Bing vem crescendo, no lado dos banners o Google caminha para uma hegemonia e já adquiriu uma rede de sites especialidade em publicidade móvel (AdMob), uma plataforma de tecnologia para comprar e gerenciar mídia baseada em real time bidding (Invite Media), uma plataforma de gestão de inventários para quem vende mídia (AdMeld) e outra companhia especializada em segmentação/personalização de anúncios através de geolocalização (Teracent).

Some-se a isso a sua já conhecida adnetwork (a rede de parceiros utilizada nas campanhas de busca para publicidade contextual) e os adservers para agências e anunciantes da DoubleClick – o DART – e você tem uma “one stop shop” de soluções para publicidade online.

Quem pode fazer frente a tanto poder? Microsoft? Apple? Adobe (que corre por fora)? Ou a tarefa caberá ao Facebook, hegemônico entre as redes sociais e onipresente em sites do mundo todo via botão “curtir”?

Façam suas apostas.

, , , , ,

2 Comentários

Quanto vale a internet no Brasil?

A Época Negócios que está nas bancas traz uma ótima reportagem de Guilherme Felitti sob o título “A Década Digital Brasileira”. O Texto aborda o crescente interesse de empresas internacionais em operar localmente, pegando principalmente a “rixa”entre Google e Facebook.

Acompanhando a reportagem, o site da revista publicou um ótimo vídeo com dados globais sobre a internet em nosso país nunca antes compilados juntos. Vale conferir!

, ,

1 comentário

Comparativo entre ferramentas para automação de links patrocinados

Possivelmente um dos pontos que mais prendeu a atenção da audiência em minha apresentação no Searchlabs foi o quadro comparativo entre algumas ferramentas de Bid Management e administração de campanhas de links patrocinados.

Reproduzo o quadro abaixo para aqueles que estavam pedindo o material.

4 Comentários

Sobre o Searchlabs

Infelizmente não tive como ficar os dois dias no Searchlabs. Mas o pouco que vi me agradou, especialmente para um primeiro evento, de organizadores jovens e muito comprometidos.

O evento contou com 3 salas simultâneas, o que pode ser questionado: o auditório principal, onde estava os convidados internacionais, com certeza ficou lotado o tempo todo.

As outras duas salas alternavam entre cheias e vazias – no meu caso, ela estava cheia quando falei.
🙂

Sala vazia desanima qualquer palestrante, por melhor que seja o material que ele tem a apresentar.

Espero que o evento se repita ano que vem e possa contar com maior apoio dos grandes veículos do mercado, pois potencial ele tem. Há detalhes mínimos na organização que podem e precisam ser aprimorados, caso o evento ganhe mais corpo.

Parabéns a todos os envolvidos!

2 Comentários

Qualquer semelhança é mera coincidência


(da esquerda para a direita) Larry Page, Eric Schmidt, Sergei Brin


(da esquerda para a direita) Guilherme Gomide, da Mídia Digital, Marcelo Sant’Iago, da iProspect, e Thiago Bacchin, da Cadastra.

A segunda foto ilustra matéria sobre marketing de busca na revista Dinheiro.

3 Comentários

iProspect, pioneira em Search Engine Marketing, abre escritório no Brasil via MídiaClick

Segue cópia de press release divulgado hoje.

São Paulo, 19 de outubro de 2009 – O grupo Isobar Latin America anuncia hoje a expansão de sua marca global de search marketing, a iProspect, para o mercado brasileiro. A companhia inaugura suas operações no Brasil por meio da MídiaClick, a primeira agência de marketing de performance do país.

A MídiaClick, fundada em 2006 em São Paulo, foi a primeira empresa do país a ser certificada com o título Google Analytics Authorized Consultant na América Latina e uma das primeiras a ser reconhecida como Google Qualified Company. Todos os gerentes de search marketing da empresa possuem o título de Google Advertising Professionals e todos os consultores de web analytics da empresa têm qualificações individuais de Google Analytics. A companhia oferece no mercado brasileiro e latino-americano serviços de Search Engine Marketing (SEM), incluindo links patrocinados e Search Engine Optimization (SEO), Web Analytics e Business Intelligence. A MídiaClick também realiza campanhas de marketing de performance em todas as maiores ad networks do Brasil.

Já a iProspect, fundada nos Estados Unidos em 1996, iniciou sua expansão internacional em 2005. Desde então levou sua experiência, tecnologia e expertise para diversos países do mundo. Hoje a empresa possui 28 escritórios em 22 países, sendo três nos Estados Unidos e os demais na Austrália, Bélgica, Canadá, Dinamarca, Finlândia, França, Alemanha, Hong Kong, Hungria, Itália, Japão, Coréia do Sul, Malásia, Holanda, Nova Zelândia, Noruega, Singapura, Espanha, Suécia e Tailândia. O escritório brasileiro é o primeiro da América Latina.

A marca MídiaClick será substituída pela iProspect Brasil, sob a liderança do executivo Marcelo Sant’Iago, na posição de diretor geral. A agência nasce com os 28 funcionários que faziam parte da MídiaClick e estréia com um portfólio de clientes que inclui empresas como Caltabiano, Editora Abril, Veris Faculdades, Natura, Reader´s Digest, Citibank, Credicard, FIAT, Nextel, Roche e SKY.

Sant’Iago atua com mídia interativa desde 1996, ano de fundação da iProspect. Foi palestrante em diversos eventos de marketing digital em países como Argentina, China, México, Estados Unidos e nações do Oriente Médio. Foi presidente do IAB Brasil, entidade da qual ainda integra o conselho consultivo. Recentemente atuou como co-chairman do SEMPO (Search Engine Marketing Professionals Organization) na América Latina.

“A missão da iProspect Brasil é oferecer serviços de qualidade ao mercado, contribuindo para o desenvolvimento e crescimento dos negócios dos nossos clientes”, afirma Sant’Iago. “Ser parte da família iProspect traz ganhos significativos em termos de experiência, processos, tecnologia e sinergias”, afirma o executivo.

“Acreditamos que esta é uma enorme e empolgante oportunidade de liderar o desenvolvimento do mercado de search marketing e marketing de performance na América Latina”, afirma Rick Ralston, Chief Operating Officer (COO) da Isobar Global Search. “Temos as ferramentas certas e o time perfeito para levar nossos clientes a ter as melhores experiências de mídia de performance, seja no campo tradicional ou digital”, completa Ralston.

“A iProspect Brasil traz uma nova expertise para os negócios da Isobar na América Latina. A Agência Click é líder de mercado de serviços digitais. A Age é uma agência full services de classe internacional. Agora, temos a primeira grande rede global de search inaugurando suas operações no país”, afirma Pedro Cabral, Chief Executive Officer (CEO) da Isobar Latin America. “Search se tornou uma ferramenta essencial no marketing moderno. Por isso a atuação da iProspect Brasil não será restrita ao grupo Isobar. Os serviços premium da nova agência estão disponíveis para todos os anunciantes e agências do país”, afirma.

Sobre a Isobar
Lançada como uma divisão digital da Aegis Media em maio de 2003, a Isobar é uma rede international full services de marketing, provendo alinhamento, integração e coordenação de todos os assets digitais da Aegis Media em termos globais, regionais e locais. Por meio de uma rede de 108 escritórios em 39 países, os serviços da Isobar incluem consultoria estratégica, publicidade e mídia online, websites, buscas, marketing viral, serviços móveis e CRM. A Isobar possui 3.500 funcionários, gerencia cerca de US$ 2 bilhões em contas e é a segunda maior rede digital global segundo a RECMA. Para mais informações, visite http://www.isobar.net

Sobre a iProspect
Fundada em 1996 e adquirida pela Aegis em 2004, a iProspect é parte da Isobar, uma rede international full services de marketing. A empresa ajuda algumas das marcas mais famosas do mundo a maximizar seus investimentos de marketing e obter ROI por meio de serviços de search engine optimization (SEO), online display advertising, links patrocinados e web analytics. Para mais informações, visite http://www.iprospect.com

Sobre a MídiaClick
Fundada em 2006, é a primeira agência brasileira especializada em Marketing de Performance, traduzido como toda ação de marketing com objetivos pré-definidos e mensuráreis. Presta serviços de Search Engine Marketing (links patrocinados e SEO – otimização de sites), gerenciamento de campanhas de performance e consultoria em Business Intelligence. Foi a primeira empresa da América Latina a ser certificada como Google Analytics Authorized Consultant. Para mais informações, visite http://www.midiaclick.com.br

3 Comentários

%d blogueiros gostam disto: