Hoje em dia, no mundo todo, só se fala em colaboração, interatividade, soluções criativas, social network…

O que o Dunga faz?

Se tranca sozinho, não interage (nem permite que os jogadores o façam) com ninguém, não aceita críticas e convoca jogadores totalmente previsíveis.

Dunga é um ser anacrônico: o mundo precisa de pessoas criativas. Pessoas de bem. Pessoas da paz. Não do Felipe Mello.

A vitória do Brasil seria um retrocesso, uma negação ao mundo em vivemos.

Que hoje sepultemos a Era Dunga definitivamente.