Arquivo de dezembro \31\UTC 2008

Feliz 2009!

O Poucas&Boas entra no ano que vem (ou seja, amanhã) em seu terceiro ano de atualizações efetivas (o primeiro post foi em agosto de 2005, mas foi em janeiro de 2006 que a coisa engrenou de vez).

Agardeço a todos que prestigiam esse espaço e que contribuem com esse blog – seja apenas lendo meus posts, seja comentando ou ainda contando aos amigos sobre o que escrevo aqui.

Obrigado pela força e um Feliz 2009 para você e à sua família!

Anúncios

Deixe um comentário

Balanço 2008

Sem dúvida 2008 ficará marcado como um ano histórico para a publicidade online no Brasil: pela primeira vez os investimentos em internet ultrapassaram os de TV por assinatura, o mercado continua batendo recordes de crescimento a cada mês e mais e mais a web firma-se como fundamental dentro de um plano de comunicação.

Agora, ela enfrenta seu maior desafio, ao ter pela frente sua primeira grande crise financeira após o estouro da Bolha.

Mas quem foram os grandes vencedores e perdedores de 2008? Quais os destaques desse mercado, o que ficou gravado em nossa memória e o que cairá no mais absoluto esquecimento?

Leia o texto completo no Webinsider.

Deixe um comentário

Web 2.0 – teste seu conhecimento

Você é um especialista em Web 2.0, certo?

Errado! Quero ver você acertar os nomes das 33 empresas representadas pelos seus logos nesse quiz, dica do Techcrunch.

Eu acertei 13, sem colar.

6 Comentários

Brasileiros no júri do ad:tech Awards 2009

O ad:tech Awards foi criado há doze anos e este ano o júri do prêmio Limelight vai contar com 3 brasileiros: Max Petrucci (Garage Interactive), Marcelo Perrone (Giovanni+DraftFCB) e eu.

Pois é, serei um dos jurados da categoria Optimization/Search Strategy.

As inscrições vão até 23 de janeiro. Os vencedores serão anunciados em uma cerimônia durante a ad:tech São Francisco.

Deixe um comentário

A história se repete

Confesso que não iria comentar nada sobre a notícia da chegada da Digitas ao Brasil, pois foi bastante explorada nos veículos do trade. Mas já que o Michel comentou resolvi contar um causo pra vocês.

Primeiro, conforme diz a matéria, eles realmente sondaram diversas agências do mercado antes de fechar com a Tribal. O rumor que ouvi é que a proposta envolvia troca de ações e não dinheiro vivo.

Mas o que mais me chamou a atenção na matéria do Estadão foi a menção de “abalar a hegemonia da AgênciaClick”.

Em 2000 o Valor Econômico publicou uma matéria de meia página intitulada “Propaganda Digital Atrai Múltis” e o foco principal foi sobre a chegada ao país da agência portenho-americana CollectiveMind.

Na matéria, reproduzida abaixo em um versão digitalizada não tão boa quanto a do Michel, o diretor geral da CollectiveMind dizia “Chegamos para peitar o mercado e vamos provar que não existe uma só agência que sabe fazer publicidade na internet”, em clara referência a AgênciaClick, já àquela época líder de mercado.

Falava grosso esse cara hem…será que vocês o reconhecem pela foto (clique para ampliar)?
🙂

1 comentário

il Gattopardo

Traduzido em português como O Leopardo, il Gattopardo é um romance italiano escrito por Giuseppe Tomasi di Lampedusa e adaptado para o cinema em 1963 por Luchino Visconti e estrelado por Alain Delon, Burt Lancaster e Claudia Cardinale.

A história se passa em 1860, época da unificação da Itália, e gira em torno dos desafios da decadente aristocracia italiana para lidar com a ascensão da burguesia (ou dos novos ricos sicilianos, para usar uma expressão popular).

Ao ler a notícia sobre a criação do Grupo de Trabalho de Mídia do CENP, o filme me veio imediatamente a mente porque, segundo o Meio&Mensagem, a “principal atribuição desta nova instância serão proposições e análises sobre a evolução dos serviços de mídia, de modo que fique comprovado que as agências de mídia (antigamente chamadas de bureaus), atuantes nos principais mercados mundiais, mas barradas no brasileiro, não estão fazendo falta.

Aí lembrei-me de uma frase antológica, dita pela personagem de Burt Lancaster, o Príncipe de Salina: “É preciso que algo mude para que tudo fique na mesma”.

🙂

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: