Depois da matéria na Exame, agora foi a Isto É Dinheiro desta semana que me ouviu sobre o lançamento do Cuil, junto com outros especialistas de mercado.

O título deste post é o mesmo da matéria, com o qual eu não concordo: assim como diversos outros sites de busca já se auto-denominaram “Google killer” e não conseguiram nem abalar Yahoo, Ask e MSN, o Cuil ainda precisa provar a que veio.

E não sou apenas eu que acho isso.