Arquivo de abril \27\UTC 2008

Post-jabá: Seminário Marketing de Busca

Amanhã acontece aqui em São Paulo o Seminário Marketing de Busca, promovido pela revista Info. Estarei em um painel que abordará SEM e SEO, pela manhã.

Teremos 2 painéis com anunciantes e, das 7 empresas que lá estarão, 4 são clientes da MídiaClick.
🙂

1 comentário

Orkut: Estônia na frente do Brasil

Calma…não é em número de usuários não.

Conforme noticiado anteriormente, assim como o Facebook, o Google abriu a plataforma do Orkut para desenvolvedores de aplicativos (os famosos widgets).

Apesar de previsto para fevereiro, o sistema ainda não foi lançado no Brasil.

Quer experimentar? Basta mudar seu perfil para Estônia como país de residência que automaticamente surge a listinha de aplicativos disponíveis ( por volta de 15 por enquanto).

Sei que tem bastante gente que já experimentou, mas só soube disso agora e achei que valia um post.
😉

1 comentário

Não está proibida campanha eleitoral na internet. Ainda.

Está rolando uma confusão danada, muito por conta de jornalistas e blogueiros que escrevem as coisas sem ler com cuidado, sem prestar atenção em questões semânticas relevantes ou ainda resolvem tratar de questões das quais não tem conhecimento técnico.

NÃO ESTÁ PROIBIDA CAMPANHA ELEITORAL NA INTERNET. AINDA.

O Estadão foi um dos poucos veículos a dar a notícia como ela é: há um parecer técnico que recomenda a limitação drástica da publicidade eleitoral pela internet; porém, este parecer não foi julgado pelos ministros do TSE ainda, por consequência não está em vigor.

Como bem coloca a Dra. Ana Amelia de Castro Ferreira em seu blog, no Webinsider e em um comentário no Blog do Pedro Doria, que aqui reproduzo:

Alguns pontos importantes devem ser esclarecidos.
– Sobre a consulta eleitoral sobre propaganda na internet: parecer de órgão técnico é mera sugestão. Quem decide é o TSE, que ainda não analisou esse parecer e nem julgou a consulta. A sugestão do órgão técnico não se aplica as eleições de 2008.
– O noticiário sobre suposta proibição de uso da internet é fantasioso. Nenhuma norma impede a propaganda por meios eletrônicos, excetuadas as proibições expressas. A resolução disciplina a propaganda realizada pelo candidato, que pode divulgar sua propaganda em site específico para esse fim, registrado sob qualquer terminação. Logo, pode criar sua página oficial de campanha em seu site pessoal, no orkut ou no YouTube. Manifestação pessoal de apoio, ou outras formas de veiculação de propaganda do candidato feitas por terceiros são analisadas pelo TSE levando em consideração o caso concreto.

Deu pra entender agora?

(em tempo: este blogueiro é formado pela Faculdade de Direito do Largo de São Francisco)

4 Comentários

A bruxa tá solta…

Presidente do Google depondo em CPI, WordPress ameaçado de bloqueio, hackers sacando dinheiro da Heloísa Helena, TSE cogitando proibir campanhas eleitorais na internet…

Deixe um comentário

Bye bye Performics

Fim da saia justa: Google resolveu vender a Performics. Na verdade, dividiram a empresa em duas – Affiliate Marketing e SEM. Venderão a segunda parte apenas.

Agora resta saber se a Microsoft fará o mesmo com a área de SEM/SEO da AvenueA/Razorfish, que levou na compra da aQuantive ano passado, como bem lembra Danny Sullivan no final de seu artigo no Ad Age.

Deixe um comentário

Site de buscas que oferece prêmios

Acabei de ler a notícia sobre o lançamento do Wini, site de buscas que dá prêmios a quem realiza buscas em sua ferramenta. Apesar de parecer, não é trote de primeiro de abril.

O fato é que chegou até minhas mãos recentemente a apresentação comercial deles e, após ler com cuidado o power point, fiquei com as seguintes dúvidas, que também não foram esclarecidas na matéria ou no próprio site:

– o modelo de premiação está registrado no ministério da fazenda ou não é necessário?
– como poderemos aferir se efetivamente o site tem 3 milhões de page views, que ferramenta utilizam para esse controle?
– como funciona a “ferramenta automática” que distribui o prêmio? Ela é auditada por terceiros, para garantir que não há manipulação?
– qual a ferramenta utilizada para “identificar o perfil do usuário”? quais os parâmetros utilizados que o tornam elegível a um prêmio? ela é auditada?

Some-se a isso o fato de que pagar para as pessoas navegarem não ser novidade.

Mas enfim, boa sorte. Aos empreendedores e visitantes do site.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: