O mercado imobiliário tem sido um dos que melhor tem se beneficiado da internet. E, com o Second Life não poderia ser diferente: diversas construtoras e imobiliárias começam a explorar esse universo. Mas, na minha opinião, até agora sem grande inspiração.

Teve uma construtora que fez o maior alarde por ter criado um espaço de convivência (?!) no SL. Fala sério: alguma vez você pensou em ir a um plantão de vendas apenas para tomar algo e encontrar os amigos?

Outra colocou corretores de plantão em seu stand no SL para vender apartamentos no mundo real.

Eis que finalmente surgiu uma ação empolgante: a Rossi lançou uma versão virtual de um de seus empreendimentos no SL.

É a reprodução exata do apartamento que você quer comprar e que ficará pronto somente em 2010. Toda a perspectiva foi criada por um grande escritório de arquitetura e, em vez de olhar a planta baixa, fotos do local e desenhos artísticos, você pode efetivamente conhecer seu futuro apartamento. O projeto permite até mesmo decorar o “imóvel”, através de uma parceria com uma grande loja de imóveis.

Para mim, uma tacada de mestre, que explora ao máximo o potencial do SL e que se integra de forma inteligente com a “first life”.