Em meu primeiro post no Search Now comentei que, ao contrário de campanhas online “tradicionais” (leia-se banners), os buscadores não aceitam tags de ad server em links patrocinados.

Hoje, com a notícia de que a Microsoft estaria interessada em comprar a DoubleClick, uma das pioneiras em tecnologia para servir campanhas online, John Batelle escreveu um post muito interessante em seu blog, afirmando que o Google inevitavelmente terá que aceitar campanhas servidas por terceiros e vai mais além, ao afirmar que eventualmente acabará por lançar um ad server próprio.

Pode ser, afinal o Google comprou a Urchin e rebatizou o software de Google Analytics. Um ad server iria complementar a oferta.

Para a DoubleCick, uma aquisição dessas pode colocar em risco grandes contratos como o da AOL, pois quem quer que seja o comprador terá acesso a informações privilegiadas sobre todas as campanhas administradas com o software da empresa, o DART, como bem lembrou Kate Kaye, no ClickZ.

Por último, enquanto todo mundo falava que o Yahoo iria comprar o YouTube, o Google foi lá e deu o bote. Cuidado, Bill Gates!