Fazer “um viral para o YouTube” é quase que obrigatório nas campanhas atuais.

Apesar disso, ninguém conseguiu explicar direito porque o Google comprou o líder dos vídeos online, assim como ninguém sabe bem para que servem os tais filminhos e quais os resultados práticos (=$$), a não ser sair na mídia especializada.

Além disso, online vídeo está presente em todas as listas das principais tendências da web, na opinião dos especialistas. Só esqueceram de avisar os usuários disso