Arquivo de junho \30\UTC 2006

MSN fora do Yahoo Search amanhã, nos EUA

Conforme postado no site do Yahoo Search, termina este mês o relacionamento com o MSN nos Estados Unidos.

A partir de primeiro de julho, o MSN passa a gerenciar e comercializar as campanhas de links patrocinados a serem exibidas em seu próprio site, através da plataforma MSN AdCenter.

Deixe um comentário

Google Checkout

Foi lançado hoje o Google Checkout.

Até então o sistema era conhecido por Gbuy, conforme você leu aqui em um post anterior. Porém as funcionalidades lançadas não são exatamente as esperadas, como Chris Sherman mostra em uma análise detalhada.

Deixe um comentário

Publicidade no Orkut

Não é nenhuma Brastemp, mas apareceu a primeira campanha no Orkut, como você pode ver abaixo.

A entrada do banner do site Joga.com, da Nike, aumentam as especulações que brevemente o Orkut irá comercializar publicidade em suas páginas.

Resta saber se as campanhas estarão segmentadas segundo o perfil do usuário.

Deixe um comentário

Publicidade em games: mais novidades

Quando mencionamos jogos online normalmente pensamos em jogos de ação (luta, aventura, corrida, etc) onde as pessoas jogam em rede, uma contra/com as outras.

Porém, há o outro lado da moeda, os chamados “casual games”. Estamos falando de quebra-cabeças, jogos de carta e similares.

Este lado da indústria também não passou imune à publicidade: segundo o Washington Post, a RealNetworks, que opera um serviço bastante popular de “jogos triviais”, vai passar a exibir comerciais enquanto o usuário aguarda o download do jogo. O Site da Real realiza em média 750.000 downloads diários.

Quando preparar sua estratégia de comunicação envolvendo Games é importante considerar tanto os jogos de ação, quanto os “casual games”. Isto porque enquanto os primeiros atraem em sua maioria homens, os “jogos triviais” são os preferidos por mulheres a partir dos 30 anos.

Deixe um comentário

Copa do Mundo na Web

Este é realmente o ano da Copa na web. Além das transmissões ao vivo, pela Globo.com, os índices de audiência de sites com conteúdo específico tem bombado. Que o diga o Yahoo, que hospeda o site oficial da FIFA.

Veja alguns dados:

– Em 12 de junho o site bateu seu recorde e registrou 226 milhões de page-views e 5 milhões de unique visitors
– Em 15 de junho foram 610 mil “streamings” de vídeos
– Há acessos significativos de 35 países e quando aproxima-se a data de jogos, o site bate recordes por país. Por exemplo, domingo foi o recorde de acessos do Brasil

Mas não é só o site da FIFA que bate recordes: o lance mínimo para exibir um link patrocinado para a palavra-chave “copa do mundo” no Google Brasil é R$9,55.

Deixe um comentário

And the winner is…

As agências mais premiadas no Cyberlions em Cannes foram:
– Crispin Porter
– Goodby Silverstein
– DM9

Alguém ainda duvida da capacidade das agências “tradicionais” em criar grandes idéias interativas?

Deixe um comentário

Epidemia.com

Viral.

Só se fala nisso hoje em dia: criar vídeos ou ações virais que se espalhem pela web, através do boca a boca. Quase que diariamente escuto o pessoal na agência falando que o cliente quer “fazer um viral para colocar no YouTube” ou algo do gênero.

Para a publicidade, em um mundo onde as pessoas estão usando TiVo para pular os comerciais de TV, os vídeos na web parecem ser uma solução. Qual a vantagem para o anunciante? A visibilidade multiplica-se em grande escala, sem que ele tenha que pagar um centavo a mais por isso.

A febre pegou até em Cannes, segundo nosso jurado Ricardo Figueira diz em seu ótimo blog.

Se o vídeo é bom, o pessoal passa pra frente, mesmo que seja efetivamente uma peça publicitária. Por exemplo, você não passaria adiante esse vídeo, que na verdade é um comercial de TV?

O problema é tentar enganar o consumidor, forjando vídeos como se fossem caseiros, mas que na verdade são peças publicitárias. Fique seguro que ao descobrirem (vão descobrir sim!) o prejuízo para sua marca pode ser irreparável.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: