Segundo estudo da WPP publicado no Financial Times, em 2006 os investimentos em mídia online irão ultrapassar os em jornais de circulação nacional e com isso tornar-se-ão o terceiro maior segmento do bolo publicitário britânico, atrás apenas de tv e jornais regionais.

Nada mal.

Hoje, em sua palestra no ABANET, o Maurício Palermo, diretor comercial do Terra, afirmou crer que ainda levará alguns bons anos até que a internet alcance 5% do bolo no Brasil, como nos EUA. Concordo com ele: nossa luta é chegar a 2% em 2006.

Ainda sobre o mercado inglês, os investimentos em busca, assim como nos Estados Unidos, representaram 50% dos investimentos em mídia online em 2005.

Por essas e outras acredito que os buscadores terão papel importante no crescimento do bolo online brasileiro, pois, com o grande número de pequenas e médias empresas comprando links patrocinados, teremos dinheiro novo no mercado.