Convergência ou conveniência?

Ontem participei de uma mesa de debates no evento The Marketing Show.

Tudo muito morno, até que eu resolvi botar pimenta dizendo que não acredito em convergência. Foi o que bastou para uma de minhas colegas de painel dizer que é um absurdo e que “o notebook é a prova maior da convergência: posso telefonar aos amigos, editar e ouvir músicas, ver vídeos, jogar, trabalhar e muito mais”.

Concordo. Mas pensa comigo: você venderia sua TV de plasma Sony, seu som Bang&Olufsen, seu PS2, seu telefone sem fio Panasonic, seu DVD player Pioneer, seu iPod e seu celular Motorola para ficar apenas com o laptop em casa?

Nem eu. Então não é convergência, é conveniência.

  1. #1 por Renato Rosa em 16/04/2006 - 15:28

    Marcelo, concordo plenamente contigo. Colocaste muito bem, em poucas palavras, o que também acredito por “convergência”. Parabéns e grande abraço!

  2. #2 por Palmieri em 20/04/2006 - 03:02

    É convergência de conceitos não dos equipamentos. Realmente, isoladamente tais equipamentos correm mais na evolução, e os devices que juntam tudo (a convergência de conceitos) pegam apenas a essência do que dá para unir.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: